NOTÍCIAS DA LUSOFONIA

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

IMAGENS DA 1ª MOSTRA DE ARTES VISUAIS DE CEARÁ-MIRIM/RN-BRASIL

ARTISTAS DE CEARÁ-MIRIM/RN

A "1ª Mostra de Artes Visuais do Ceará-Mirim", grande evento artístico/cultural que aconteceu no dia 26 de outubro de 2011 na Capitania das Artes, em Natal/RN-Brasil, promovido pela ACLA - ACADEMIA CEARAMIRINENSE DE LETRAS E ARTES, sob a curadoria de: Iaperi Araújo e Armando Roberto Holanda Leite, coodenação executiva de: Cicero Marques e participação dos artistas: Cleópatra, Daniel Torres, Dário, Edmir, Edvaldo Santiago, Etevaldo Santiago (in memoriam), Fábio Costa, Júlio Siqueira, Lourena Kallahan, Rafael Eufrásio, Fábio Di Ojuara, Reginaldo, Santana, Vilela, Walther Luz e Zoneide Cavalcanti. Além do grande público, o evento contou também, com a presença de várias autoridades em arte/cultura do Estado Rio Grande do Norte. 

Congratulo a ACLA, na pessoa do Sr. Presidente - PEDRO SIMÕES NETO - pela iniciativa e grande  empenho, bem como a todos os artistas cearamirinenses que tiveram a oportunidade de participar deste grande evento. 

Como diz o meu confrade e presidente da ACLA: CEARÁ-MIRIM TEM JEITO!

VEJA ALGUMAS IMAGENS...

CÍCERO MARQUES E OJUARA
PEDRO SIMÕES NETO (PRESIDENTE DA ACLA)
E GIBSON MACHADO (VICE - PRESIDENTE)
ARMANDO HOLANDO (CURADOR DA MOSTRA), PEDRO SIMÕES
E ROBERTO LIMA DE SOUZA (PRESIDENTE DA FUNCARTE)
CÍCERO MARQUES - COORDENADOR GERAL DA MOSTRA
E LOURENA, ARTISTA PLÁSTICA CEARAMIRINENSE
A GRANDE ARTISTA - ZONEIDE CAVALCANTI
AO LADO DE SUAS OBRAS

CONFIRA MAIS IMAGENS NO:


IV ENCONTRO DA CESTA CULTURAL COM A SPVA/RN - MAIS UM SUCESSO!

TRAGO DO BLOGUE DE VIVI VIANA, NOTÍCIAS DA "IV CESTA CULTURAL COM A SPVA-RN", MATÉRIA ESCRITA POR: DETH HAAK (POETISA DOS VENTOS). CONFIRA!

O Presidente da SPVA/RN- Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte, poeta e escritor Maurício Cardoso Garcia, mais uma vez, com muito sucesso outorga o título Honra ao Mérito Cultural a várias personalidades do nosso Estado , durante a CESTA CULTURAL que acontece toda última sexta feira, no auditório do IFRN campus avançado Cidade Alta , Natal-Rn. Veja abaixo os momentos mágicos dessa noite festiva onde a poesia e a música fizeram festa em nossas almas.Ciro José Tavres, Sheyla Ramalho, FernandoTovar, Mário Lúcio, Rodolfo Amaral, Nubilene e muitos mais que fazem a sociedade dos Poetas ser um ícone na difusão da literatura potiguar.Parabéns!

Aristóteles, que escreveu a suma poética de seu tempo, estabeleceu de princípio, a diferença entre verdade histórica e verdade poética, atribuindo a primeira um sentido testemunhal de veracidade, com o famoso princípio do acontecido. Já para a verdade poética, o Filósofo proclamou o princípio da verossimilhança: o que poderia ter acontecido. E a Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Rio Grande do Norte vem acontecendo, cometendo versos diversos. Na programação desta IV Cesta Cultural no dia 28 de outubro, mesclaram-se as artes oferecendo ao público presente no auditório do IFRN- cidade alta a safra, opulenta das artes germinada no solo Potiguar. Tudo a contento, os músicos em respeito os organizadores do evento, chegaram cedo, para afinar os instrumentos, e com a alegria comum dos boêmios de antanho, sim eles ainda são os mesmos! A Exposição da Poetisa e artista plástica Sheyla Ramalho, composta de vários estilos, como Carvão, óleo sobre tela, acrílico e grafite, expostas no ambiente bem iluminado apontava o caminho do auditório aos que chegavam para assistir o que os presentearia a Sociedade dos Poetas Vivos. Alimento para alma, Poesias e boa música.
“A Poetisa dos Ventos” ao descrever os homenageados ,quando em sua apresentação citou o seguinte parágrafo: Todo poeta se põe a tecer, às vezes reflexões insólitas, a engendrar teoremas de improvável valia e raciocínio lógico, mas de urdidura perfeita, as abstrações e grandeza da álgebra poética. Eu, por exemplo, que tenho um olho no Rio de Janeiro e outro no Rio Grande do Norte, me surpreendi dia desses tabulando na mente a seguinte indagação: Rio Grande do Norte Capital Natal, em cada esquina um poeta, em cada rua um jornal... E seguiu contando as abastanças afloradas nos solo Potiguar. Fazendo uma alusão às riquezas minerais do Estado com a arte que borbota na cacimba seca, com o descaso dos governos. Fomos convidados a percorrer os rastos deixados pelos homenageados, que convergiam a um só caminho, o da Poesia. Professor, Mario Lucio, Músico. Mostrou-nos suas composições cantadas, por Rodolfo Amaral, e Núbilene , Ciro José Tavares, Poeta e advogado, Fernando Tovar, músico, Poeta e boêmio nato, emprestou sua voz cantando o maior de nossos poetas Otoniel Menezes. E após a Sereneta do Pescador, foi servido o coquetel, onde a confraternização elevou nossos espíritos à vontade de melhor fazer. Até a próxima, quando estarei em Santader na Colômbia , juntamente com a índia tapuia paiacu do Apodi, Vivi, representando o nosso Estado, contando, cantando recitando as coisas do Rio Grande do Norte. Ave Poesia!

Sinfonia da memória 

“ A Ciro José Tavares”

O vento segue soprando
A melodia do silêncio
E hoje sussurra a brisa
Os afagos de amor...
Delírios atados na cintura do tempo
Valsando na pista da lembrança
Como as vestes sedosas das musas
A escutar o rocio da aurora
Derramar no mais íntimo do ser
Mil versos que não foram escritos
Nas páginas solitárias que invento
Pois a quem goze de suas carícias
Comete rimas além do pensamento
Abarcando a ausência que demarca,
Noturnos de mistérios emoldurados
Despindo da lua, as sedas de beijos
Ainda que não perceba sua voz.

Na IV Edição da Cesta Cultural, somos simplesmente Poetas! Seres que se deixam contaminar pela emoção que invade o peito, na hora mágica de conceber um verso, nos solos acordoados do violão do professor Mário Lúcio quando nos recitou “ O Chão”, enalteceu a Serenata do Pescador de Otoniel Menezes, cantada por Fernando Tovar. Voltamos ao passado, vivenciando o que não morrerá, a Poesia contida nos poemas e telas de Sheyla Ramalho, na lírica de Ciro JoséTavares, na música dos já citados confrades, Poetas seresteiros adoradores da boa música.
O projeto Cesta Cultural acontece toda última sexta-feira do mês, uma parceria da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN com o IFRN . Evento voltado para o cultural, rendendo homenagem aos que araram e ainda lavram o solo das artes no rincão potiguar.

Deth Haak
Poetisa dos Ventos

A poetisa dos ventos
Deth Haak
Diretora de Eventos da SPVA/RN
conduziu com maestria o cerimonial da cesta cultural
Mário Lúcio recebe o diploma de honra ao mérito cultural
da Ex- presidente da SPVA/RN
escritora Geralda Efigênia
O Presidente da SPVA/RN
poeta Maurício Garcia
entrega o título
ao poeta e escritor Ciro José Tavares

VEJA MAIS IMAGENS AQUI!

"Algarve Ontem" LIVRO DO POETA PORTUGUÊS "Vieira Calado" QUE SERÁ APRESENTADO EM FARO/PORTUGAL

MEUS ÚLTIMOS LIVROS (2)
É já no próximo sábado, dia 5, pelas 17 horas, que o mais recente livro  "Algarve Ontem" do escritor português VIEIRA CALADO  será apresentado na Livraria Pátio das Letras *, em Faro. A apresentação estará a cargo do Doutor Vilhena Mesquita, Professor da Universidade do Algarve e Presidente da AJEA (Associação dos Jornalistas e Escritores do Algarve). Sobre os aspectos histórico/etnográficos das fotografias (de antes da década de 60), que acompanham os poemas, dissertará o Dr. Brazão Gonçalves, que colaborou no livro, escrevendo essas notas sobre antigas actividades algarvias, agora extintas ou em vias de.


Era na cadência demorada duma roda de alcatruzes
– engrenagem mourisca engendrada noutras mentes –
que descobríamos o sabor das tardes cálidas de Julho
a paz lenta e a bucólica placidez das hortas.

Os nossos olhos recobriam-se do verde azul dos milhos
o aroma do barro inundado pela água que brotava
do devaneio dum fauno, ou a frescura das laranjeiras
numa grinalda em flor para uma noiva anunciada.

Era nesses dias de intensa e mansa transparência
que nos iludíamos de eternidade sobre a terra,
no eterno retorno da água em seu ciclo de frescura
tingindo o nosso olhar da cor das nêsperas e morangos.

Era nesses dias de menino que nos detínhamos
no esplendor dos dias longos de idílios e desejos,
voando ao sabor das horas desprendidas, da inocência,
herdando o engenho da roda e da água gerando a luz.

 * Rua Cândido Guerreiro

VISITE O BLOGUE DO VIEIRA CALADO AQUI!

domingo, 30 de outubro de 2011

BAR ROBERTO CARLOS... CONHECE?


 Francisco de Assis ou simplesmente "Chico Popular"
dono de um bar  idealizado para ser um tributo ao
Rei Roberto Carlos

TUDO AZUL, BICHO
PAIXÕES BROTAM E CORAÇÕES 
SE DESPEDEÇAM NO TEMPLO DO REI 

Por
Bernardo Esteves

É noite em Natal/RN. Numa casa de esquina do bairro Dix-Sept Rosado, na região central da capital potiguar, um casal bebe cerveja em silêncio, sem conseguir se encarar. Ao fim da garrafa, o homem se levanta, vai ao balcão e traz mais uma. Aproveita para pedir também uma música. Volta à mesa coberta por uma toalha azul e branca ao som dos primeiros versos entoados por Roberto Carlos: “Ah, eu vim aqui amor/ Só pra me despedir/ E as últimas palavras/ Desse nosso amor/ Você vai ter que ouvir.”

Antes que a canção chegasse à segunda estrofe, os dois já estavam aos prantos, nos ombros um do outro. Atracados, soluçando, continuaram a ouvir o réquiem daquele romance. Terminaram a cerveja como puderam. Ao final, enxugaram as lágrimas e se despediram com um longo abraço. Foram cada um para seu lado: era o fim.

De Tanto Amor, balada romântica de 1971, era a trilha sonora apropriada para afagar aquela despedida. Afinal, a história de amor tivera início oito anos antes, naquele mesmo bar, também ao som do Rei. Estranho seria se fosse diferente: não se ouve outra música nas caixas de som de O Popular – bar temático dedicado ao filho mais ilustre de Cachoeiro do Itapemirim.

A exemplo do casal que elegeu o bar para se despedir, outros fregueses também podem pedir músicas de Roberto Carlos. A casa se compromete a dispensar do pagamento da conta quem solicitar uma canção que não esteja disponível para execução – desde que ela figure nos 56 álbuns e oito compactos lançados no Brasil desde 1959 pelo cantor e compositor capixaba.

A profusão de fotos e discos pendurados na parede e a onipresença da cor azul do bar refletem a paixão do dono, Francisco de Assis Silva – ou Chico Popular, alcunha que esse ex-motorista de ônibus emprestou ao estabelecimento (embora os clientes teimem em chamar o local de Bar Roberto Carlos).

Corria o ano de 1994 quando Chico inaugurou um boteco de esquina na avenida Amintas Barros. Certo dia, inspirado pela coleção de LPs do Rei expostos na prateleira, um cliente pediu para ouvir Cavalgada. Foi prontamente atendido. Enquanto parte da freguesia estranhou o arroubo romântico e foi beber alhures, muitos gostaram e se tornaram habitués. Desde então O Popular consolidou-se como referência regional para os súditos do cantor.

Et pour cause. Já no cardápio, as opções oferecidas ao freguês são alusivas a sucessos do Rei. Os refrigerantes estão reunidos sob a rubrica “Guerra dos meninos”; quem quiser uma porção de iscas de frango deve procurar na seção “Pássaro ferido”; os pastéis – quitute mais tradicional da casa – vêm sob o temerário nome de “Emoções”. E os banheiros, que ficam do lado de fora, estão indicados pelas placas “Amiga” e “Amigo”.

Como O Popular também abriga o fã-clube Luz Divina, fundado em 1998 (pelas contas de Chico, teria quase 3 mil sócios), a vasta memorabilia associada ao Rei e mantida pela agremiação dá o tom da decoração da casa. Entre as peças mais valorizadas do acervo estão os primeiros compactos e o LP de estreia (Louco por Você, de 1961), discos renegados por Roberto. Também pode ser admirada uma conta de luz da residência em que nasceu o ídolo, ainda no nome de seu Robertino Braga, finado marido de Lady Laura (a casa foi tombada em 2009 como patrimônio histórico e artístico do Espírito Santo).

O dono do bar também guarda cópias da identidade, do CPF e do certificado de dispensa do serviço militar de Roberto Carlos. Uma pergunta sobre se o Rei fora poupado de servir à pátria – por conta do acidente na infância que lhe custou parte da perna direita – basta para turvar o bom humor de Chico Popular. “Roberto não gosta que falemos da vida pessoal dele”, sentencia de forma seca, antes de mudar de assunto.

Chico ganhou intimidade com a música do Rei na juventude, ao aproveitar as letras das canções em cartas de amor para uma namorada. Não tardou para o interesse se converter em idolatria. Hoje, aos 55 anos, sua devoção beira o transtorno obsessivo-compulsivo. O fã não ouve músicas de outros artistas. “Não tenho coragem, por medo de ser infiel a ele”, admite.

Aos domingos, quando o bar fecha, Chico se recolhe em casa e se dedica a... ouvir os discos de Roberto Carlos. “Aproveito para apreciar com calma, escolhendo as canções que os clientes não estão acostumados a pedir”, esclarece.

O calendário do bar tem duas datas especiais, celebradas com pompa e circunstância. Uma é o aniversário de Roberto Carlos, em 19 de abril; a outra é o especial natalino que o Rei comanda todo ano na televisão. Nas duas ocasiões, Chico manda fechar o quarteirão do bar e instala telões para conforto da audiência. No último Natal, celebrado com um show em Copacabana, ele incrementou a festa com um videoquê – exclusivo para a interpretação de músicas do Rei. Mas a ideia não vingou. “Ninguém teve coragem de participar", lamenta Chico. “O pessoal ficou prestando atenção só nos telões.”

Este ano, dia 19 de abril, Roberto completou 70 anos e o bar não deixou a data passar em branco. Chico Popular reuniu  todos os clientes presentes ao bar e pediu para cantar os parabéns em homenagem ao rei. Chico - que estava com uma camisa comemorativa aos 70 anos - ainda fez questão de levar um bolo à festa, de cobertura azul - como não poderia deixar de ser - e distribuiu uma fatia para cada cliente.

O ano passado, uma semana antes do especial de 2010, Roberto Carlos fez show em Natal – foi o 18º assistido por Chico Popular. Ao fim da apresentação, o fã potiguar número 1 foi ao camarim tirar mais uma foto ao lado do ídolo – que já o reconhece a essa altura do campeonato. “Como é que anda o nosso bar, bicho?”, quis saber o cantor. Mas ainda não foi dessa vez que o Rei visitou "O Popular".

FONTES:
1- Revista Piauí (VEJA MAIS IMAGENS DO BAR)
2- POTIGUARTE (BLOGUE QUE DESCOBRI ESTA MATÉRIA)

sábado, 29 de outubro de 2011

SHOW DE DANNY NASCIMENTO & VÂNIA SIMIÃO NA FORNALHA, CEARÁ-MIRIM/RN-BRASIL

TALENTOS DA MINHA TERRA!
CEARÁ-MIRIM
RIO GRANDE DO NORTE

Brasileira Andréa del Fuego vence Prémio Saramago


A escritora brasileira Andréa del Fuego, 36 anos, é a vencedora do Prémio Literário José Saramago, no valor de 25 mil euros, com o romance "Os Malaquias", foi, esta terça-feira, anunciado na sede do Grupo BertrandCírculo, em Lisboa, pela presidente do júri, Guilhermina Gomes.

Esta é a sétima edição do galardão que distingue autores com obra editada em língua portuguesa, no último biénio, menores de 35 anos à data de publicação da obra.


Além da editora Guilhermina Gomes, que presidiu o júri, este foi constituído pela escritora Nélida Piñon, a poetisa Ana Paula Tavares, a presidente da Fundação José Saramago, Pilar del Rio, e o escritor Vasco Graça Moura. Por escolha da presidente, integraram também o júri Manuel Frias Martins, Maria de Santa Cruz e Nazaré Gomes dos Santos.

Nelida Piñon salienta em ata o "inusitado vigor" da narrativa de Andréa del Fuego e considera o seu talento "talhado" para o Prémio Saramago.

"'Os Malaquias' dão-se a conhecer num intrincado jogo que a escrita controla e refaz. O resultado é misterioso mas absolutamente fascinante", afirma por seu turno a poetisa angolana Ana Paula Tavares.

Leia mais aqui e aqui

É HOJE! 8º TRIBUTO A "LEGIÃO URBANA", NO CENTRO ESPORTIVO E CULTURAL DE CEARÁ-MIRIM/RN-BRASIL.



8º Tributo a Legião Urbana

Dia 29 de Outubro 2011

No C.E.C, Ceará-Mirim / RN 

Entrada: R$ 7,00

15hs no Centro Esportivo e Cultural

Com as bandas: Kda2,Cinema Roma, Humanos Por Acaso, Thiago Carvalho (Acústico),e muito som Remix com Dj Ghinão
Há exatos 15 anos morria o Renato Russo,
um dos maiores cantores e músicos do Brasil,
que ainda hoje influencia gerações com suas
letras políticas, românticas e cotidianas. 

Em homenagem ao Renato Russo e à Legião Urbana, o MOVIMENTO ALTERNATIVO GOTO SECO lançará um ZINE ESPECIAL, no dia do 8º TRIBUTO A LEGIÃO URBANA em Ceará-Mirim, 29.10.11.

GOTO SECO - Movimento Alternativo
VISITE O GOTO SECO AQUI!

Intercâmbio escolar virtual Portugal-Brasil


Este Projeto tem como objetivo principal sensibilizar os alunos dos dois países para o Novo Acordo Ortográfico e aumentar a motivação dos elementos da comunidade escolar para expandir a utilização das tecnologias de informação e comunicação  na prática pedagógica .

Criar-se-á um circuito de escrita com intencionalidade comunicativa. Desta forma, os textos produzidos têm o objetivo de divulgação on-line, estimulando-se, assim, a construção partilhada e a criação de uma rede de significações, potenciando a reflexão da escrita enquanto meio privilegiado de comunicação e enquanto processo comunicativo, tal como se pressupõe no Novo Programa de Português.


Professores e alunos dos dois países participam de atividades e troca de informações através de e-mails e de blogs, compartilhamento de atividades, fotos que retratem a história dos dois países, produções literárias, e publicação de materiais nos blogs a fim de conhecer uns aos outros e aprender sobre suas escolas, comunidades locais e países



Leia mais aqui

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

CESTA CULTURAL, HOJE EM NATAL/RN-BRASIL.



MAURÍCIO GARCIA
PRESIDENTE
DA SPVA-RN
O Presidente da SPVA/RN- Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte, poeta e escritor Maurício Garcia, outorgará, na IV Edição do projeto "Cesta Cultural com a SPVA/RN", nesta sexta-feira, dia 28 de outubro, a partir das 19h na sede do IFRN- Campus avançado da Cidade Alta Av. Rio Branco, centro, o título de HONRA AO MÉRITO CULTURAL as seguintes personalidades: Escritora e artista plástica Sheyla Ramalho, cantor e compositor Mário Lúcio, Cantor Fernando Tovar e o poeta e escritor Ciro José Tavares.
Na programação consta também um show especial com Tovar e Mário Lúcio, a exposição de pinturas em telas de Sheyla Ramalho e um sarau-lítero musical com os poetas e músicos da SPVA/RN.

Sheyla Ramalho
escritora , poeta e artista plástica
Mário Lúcio
Poeta, cantor e compositor
Fernando Tovar
Cantor
Ciro José Tavares
poeta e escritor

VAGOS/PORTUGAL e CEARÁ-MIRIM/BRASIL - CIDADES GEMINADAS


OUTRO DIA ENCONTREI AQUI NOS MEUS ARQUIVOS, O JORNAL "FOLHA DE C.MIRIM" DO ANO DE 1999, QUE O SAUDOSO PREFEITO "ROBERTO VARELA" DEU-ME AO SABER QUE EU ESTAVA VINDO MORAR AQUI EM PORTUGAL E PARA MINHA SURPRESA, CONTINHA A SEGUINTE MANCHETE:


VEJA MAIS DETALHES...

PORTANTO, A PARTIR DE HOJE VOU FAZER JUS A ESTA GEMINAÇÃO, DIVULGANDO VAGOS NO "NOTÍCIAS DA LUSOFONIA" E PRA JÁ, CONHEÇA UM POUCO SOBRE ESTA CIDADE PORTUGUESA, COM CERTEZA!


MAPA DE VAGOS
Vagos é uma vila portuguesa, situada no Distrito de Aveiro, região Norte e sub- região do Baixo Vouga, com aproximadamente 22 017 habitantes (2001), subdividido em 11 freguesias(municípios) e atualmente a câmara municipal de Vagos conta com a presidência do Dr. Rui Cruz.

Este município foi fundado em 12 de Agosto de 1514. Os povos de Vagos são de origem antiquíssima não havendo memória da primeira fundação desta terra.  Diz-se que estes povos são descendentes dos fenícios, os quais são muito mais antigos que os romanos.


MAPA DE PORTUGAL
AVEIRO - ÁREA AMARELA

Relativamente à gastronomia, este concelho é obrigatoriamente influenciado pelas ligações à Ria e ao mar. Desta forma, os pratos típicos passam pelas caldeiradas de enguias ou peixes mistos, os grelhados e os característicos escabeches. Também caracterizam a gastronomia de Vagos, os assados de coelho, o leitão e a chanfana de carneiro.






EM BREVE POSTAREI MAIS NOTÍCIAS SOBRE VAGOS. AGUARDE!

POTIGUAR RECEBE PRÊMIO POR SEU TRABALHO AMBIENTAL NO ATOL DAS ROCAS NORDESTE DO BRASIL


A potiguar Zélia Brito, chefe da reserva Biológica do Atol das Rocas, foi selecionada pela Revista Trip para receber o prêmio Transformadores 2011. Zélia foi escolhida por seu trabalho de 15 anos de preservação e fiscalização deste Atol que é o único do Oceano Atlântico Sul e que detém os títulos de área de proteção ambiental, de reserva biológica marinha e de patrimônio natural da humanidade, reconhecido pela Unesco. Para a edição deste ano, foram escolhidas 14 pessoas de todo o Brasil, como o pesquisador Miguel Nicolelis e o casal de ambientalistas José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo que já fazia parte da lista de finalistas do prêmio quando foram assassinados em março deste ano. O Prêmio Trip Transformadores foi criado em 2007 para homenagear pessoas que pensam no coletivo e que fazem a diferença por acreditarem e agirem em prol de uma mudança para melhor em diferentes áreas. Zélia Brito viaja hoje à noite para São Paulo para participar da cerimônia de premiação que acontece quarta-feira (26), no Auditório do Ibirapuera.
O Atol das Rocas
O Atol das Rocas está localizado há 144 milhas náuticas (270 quilômetros) de Natal, de onde sai o barco todos os meses para a troca da equipe que fica na ilha. A viagem dura cerca de 25 horas. Este é um local fundamental para o equilíbrio da vida marinha, por sua alta produtividade biológica e por ser zona de abrigo, alimentação e reprodução de diversas espécies de animais, como as tartarugas verdes e as de pente. O Atol das Rocas também representa a maior colônia de aves tropicais do país, são cerca de 150 mil de 29 espécies distintas que utilizam a ilha como pouso pra descanso e alimentação, reprodução ou moradia permanente. Antes que fosse implantado o sistema de revezamento de equipes de fiscalização, em 1991, era comum a presença de pescadores que causaram diversos danos ambientais no local. Hoje o atol só recebe visitas para fins de pesquisa e fiscalização. As condições de permanência são inóspitas. Água potável, por exemplo, só mesmo para beber e cozinhar.
Zélia Brito
Filha e neta de funcionários do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Maurizélia de Brito Silva, a Zélia, 45 anos, demorou a encontrar sua vocação. Mas bastou uma visita ao paraíso para que a hoje chefe da Reserva Marinha do Atol das Rocas soubesse que era lá seu lugar. Já se vão 15 anos.
De lá para cá, dedica sua vida à preservação desse refúgio, o único do tipo no Atlântico Sul. Tanto esforço pode ser notado a cada turno que cumpre no atol, com a identificação de novas espécies ou por episódios como a época de desova das lagostas, em que as centenas de animais nas lagoas deixam evidente a saúde ambiental do atol. Na pequena ilha, Zélia desdobra-se, com voluntários, para fazer cumprir a proibição de pesca, disciplina que tem sido recompensada: às vezes passam-se meses sem que seja preciso furar as altas ondas a bordo do pequeno bote a motor disponível para afugentar algum barco pesqueiro.
Aos 40 dias de ilha sucedem outros 40 em Natal. Hora de costurar, em terra, os relacionamentos que garantem a continuidade dessa preservação. Conhecida de longa data de boa parte dos pescadores, Zélia procura ter sempre gente de confiança em todas as rodas. Ela sabe que, se uma crise apertar, um pescador pode ficar tentado a jogar suas redes no atol. Pelos amigos, pode saber com antecedência do perigo e alertar a guarda costeira.
Informações para a imprensa:
Mary Land Brito
jornalistamary@yahoo.com.br / 8743 1104 / 9921 1104

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

III FLIPIPA- FESTIVAL LITERÁRIO DA PIPA/RN-BRASIL

FLIPIPA 2011



Saiba como será o III Flipipa AQUI!


REALIZAÇÃO
Fundação Hélio Galvão através do Nação Potiguar
Presidente da Fundação Hélio Galvão: José Arno Galvão
Curadoria Geral do Flipipa: Dácio Galvão

Produção Executiva: Candinha Bezerra
Sede: Fundação Hélio Galvão
Av. Campos Sales, 930 – Tirol. Natal - RN, 59020-300/ 84 3222-2648
Assessora Técnica: Valda Bezerra
Fones: 3217 6681 / 3217 9155 / 94191219
Assessoria de imprensa: Fato Novo Comunicação:
jornalista responsável: Dionísio Outeda 84 9974-3839/ 8820-8769

CONTATOS E CONEXÕES
Twitter: @flipipa
Facebook: Flipipa - Festival Literário da Pipa RN
Emails comunicação